Postado em 08 de Junho às 17h32

Doenças cardíacas em cães e gatos

Apesar de ser mais comum em cachorros pequenos, como pinscher, poodle e yorkshire, problemas no coração afetam cães de todas as raças e tamanhos. Na maioria dos casos, essas doenças são hereditárias, mas também podem ser ocasionadas pela má alimentação e sedentarismo do pet.

Em felinos, a cardiopatia não é tão comum quanto em cachorros, mas, em casos graves, como no desenvolvimento da tromboembolia aórtica, o gato pode chegar a perder o movimento das patas traseiras e miar incessantemente de dor.

Alguns sinais clínicos podem demonstrar que o coraçãozinho do seu pet não vai bem, como:

Perda de peso progressiva;
Falta de apetite;
Tosses e espirros;
Desmaios;
Apatia;
Ofegância;
Aumento da frequência respiratória, mesmo em momentos de repouso.

Cardiopatias podem ser diagnosticadas precocemente e, apesar de a maioria delas não ter cura, podem ser tratadas antes de evoluírem, diminuindo os riscos para a saúde do animalzinho.

Por isso, é importante ficar atento aos sintomas, além de ser indicado que sejam feitas avaliações frequentes, no mínimo uma vez ao ano, principalmente em pets idosos, que requerem maior cuidado e atenção.

Veja também

Radiografia em pets15/06 Assim como para nós humanos, exames de radiografia são muito importantes, para a medicina veterinária, pois além de dimensionar danos causados por lesões, também permite um diagnóstico precoce de outras patologias para que seja feito um tratamento antecipado apropriado. Geralmente exames de Raio X podem ser solicitados pelo médico veterinário em casos em que seja necessário analisar com cautela tecidos ósseos e......
Por que vacinar seu pet contra a gripe?02/04/20 Assim como em humanos, a gripe pode levar a complicações e comprometer a vida do animal. No caso dos cães, a traqueobronquite infecciosa canina, ou gripe canina, pode ser causada pelos agentes virais Adenovírus e......

Voltar para Blog