Postado em 08 de Junho às 17h32

Doenças cardíacas em cães e gatos

Apesar de ser mais comum em cachorros pequenos, como pinscher, poodle e yorkshire, problemas no coração afetam cães de todas as raças e tamanhos. Na maioria dos casos, essas doenças são hereditárias, mas também podem ser ocasionadas pela má alimentação e sedentarismo do pet.

Em felinos, a cardiopatia não é tão comum quanto em cachorros, mas, em casos graves, como no desenvolvimento da tromboembolia aórtica, o gato pode chegar a perder o movimento das patas traseiras e miar incessantemente de dor.

Alguns sinais clínicos podem demonstrar que o coraçãozinho do seu pet não vai bem, como:

Perda de peso progressiva;
Falta de apetite;
Tosses e espirros;
Desmaios;
Apatia;
Ofegância;
Aumento da frequência respiratória, mesmo em momentos de repouso.

Cardiopatias podem ser diagnosticadas precocemente e, apesar de a maioria delas não ter cura, podem ser tratadas antes de evoluírem, diminuindo os riscos para a saúde do animalzinho.

Por isso, é importante ficar atento aos sintomas, além de ser indicado que sejam feitas avaliações frequentes, no mínimo uma vez ao ano, principalmente em pets idosos, que requerem maior cuidado e atenção.

Veja também

Depressão em pets com o retorno às atividades "pós-pandemia"28/04 É verdade que passamos grande parte do último ano basicamente em casa. Quem tem pet, sabe que eles foram companheiros fiéis nesses dias de isolamento tanto para as crianças quanto para os adultos em home office. Mas, após um tempo, mesmo com a pandemia, muitas atividades voltaram a funcionar normalmente e muitos acabaram retornando para o trabalho de forma presencial, voltando à rotina de deixar seu pet em casa.......
Dicas para deixar seu pet saudável no verão18/12/20 Assim como nós, os pets também precisam ter cuidados especiais com as altas temperaturas e a exposição ao sol, que podem contribuir para o desenvolvimento de problemas, como doenças dermatológicas e alergias em......
Cães e gatos também precisam de cuidados no inverno.09/08 Algumas pessoas ainda acham que, por terem pelos, os animais de estimação não sofrem com o frio. Engano dos tutores: o inverno afeta o dia a dia dos pets e também pode agravar doenças preexistentes. Se o seu pet costuma apresentar dores nos ossos ou nas......

Voltar para Blog