Postado em 02 de Abril de 2020 às 09h31

Como começar a escovar os dentes do seu pet!

Cachorros (26)Gatos (20)Dicas e Cuidados (34)

O mau hálito pode sinalizar complicações na saúde bucal, estomacal e renal. Por isso, a halitose deve ser investigada com atenção para evitar conseqüências graves. Com orientação profissional, é preciso manter hábitos diários de higienização dos dentes e da gengiva – hoje, temos disponíveis no mercado produtos que dispensam escovação e que promovem manutenção da saúde bucal. A profilaxia dentária, remoção do tártaro e tratamento bucal especializado, também é importante para eliminar o mau hálito e precisa ser realizada periodicamente.

Você sabia que a escovação dentária diária é fundamental para a saúde de cães e gatos? Ao escovarmos os dentes diariamente, retiramos a placa bacteriana que é formada nos dentes e gengivas e que, mais tarde, formará o tártaro, mau hálito, podendo levar à doença periodontal e até doenças sistêmicas.

Mas assim como você, seu pet não nasceu sabendo escovar os dentes! Portanto, é necessário muita paciência e dedicação nesse primeiro momento. O condicionamento deve ser feito de forma agradável, como uma brincadeira, oferecendo petiscos como forma de recompensa, para que a escovação não se torne um momento de estresse para você e para o animal.

A seguir, mostramos um passo a passo para te ajudar nessa saga que é acostumar o seu filhote com a rotina da higiene bucal:

1. Dedo na boca:
Passe um alimento saboroso no seu dedo e encoste-o na gengiva dele, fazendo movimentos circulares, de forma agradável para o animal. Repita o breve procedimento uma vez ao dia, ampliando aos poucos a área de ação.

2. Creme dental:
Quando o animal aceitar bem a massagem nas gengivas, aplique um creme dental próprio para animais em uma gaze ou no seu próprio dedo, fazendo os mesmos movimentos da etapa anterior.

3. Dedeira ou escova dental:
A próxima etapa é trocar a gaze por uma dedeira ou escova dental de uso veterinário. Certifique-se de que o pet já está totalmente acostumado com o toque em sua boca. O ideal é que a escovação seja realizada diariamente. O aprendizado é mais fácil quando o animal ainda é filhote, mas isso não quer dizer que um pet adulto não possa ser ensinado também. Por isso, paciência é a palavra-chave!

4. Profilaxia periódica:
Mesmo com escovação diária, pode haver acúmulo de tártaro em locais de difícil acesso da escova ou dedeira e, por isso, uma visita à um veterinário especializado, para que o mesmo realize a profilaxia periódica, é fundamental.

Fonte: http://www.mundoanimal.vet.br/site/dicas_pet

Veja também

Por que vacinar seu pet contra a gripe?02/04/20 Assim como em humanos, a gripe pode levar a complicações e comprometer a vida do animal. No caso dos cães, a traqueobronquite infecciosa canina, ou gripe canina, pode ser causada pelos agentes virais Adenovírus e Parainfluenza, pela bactéria Bordetella bronchiseptica ou ainda pela combinação de dois tipos de agentes. Além de provocar sintomas como tosse e......
5 curiosidades sobre os salto dos gatos08/12/20  Na visão dos bichanos, o mundo é uma selva prestes a ser desbravada! Por isso, é muito comum encontramos um gato pulando por aí. Essa é uma maneira natural de nossos amigos explorarem o mundo, além de ser uma......
Cuidados com um cão idoso04/12/20 É, o tempo passa para todo mundo! Até para os nossos bebês peludinhos… Ter um pet idoso é uma delícia, porque você terá todas as melhores lembranças de uma vida! Ele te deu amor,......

Voltar para Blog