Postado em 14 de Dezembro de 2020 às 09h31

Cachorro e gatos morando juntos: como fazer essa adaptação?

Dicas e Cuidados (34)Gatos (20)Cachorros (26)

O senso comum costuma colocar gato e cachorro como inimigos, mas o convívio entre os dois não precisa ser conflituoso. Na verdade, eles podem se tornar grandes amigos se a introdução entre os dois for feita com bastante atenção e paciência por parte dos donos.
O mais importante é ter compreensão com a personalidade do seu gato e do seu cachorro para respeitar o espaço de cada um na hora da interação. Forçar a barra entre eles não adianta e não é saudável! Aliás, isso pode atrapalhar o processo de adaptação entre os dois. A intenção é que pouco a pouco eles abram mão de uma postura defensiva ou de estranhamento e que comecem a criar vínculos de amizade.
Se você passa muito tempo fora de casa, a amizade entre o cachorro e o gato é ainda mais importante, pois os dois poderão construir grandes momentos se aproveitarem a companhia um do outro. Veja alguns passos para ajudar a estreitar a ponte entre seu gato e seu cachorro.

Entendendo o espaço do cachorro e do gato

Felinos costumam ser mais territorialistas e possuem um comportamento mais independente, ao contrário de cachorros, que se dão bem em matilha. Sendo assim, o ideal é que a introdução seja feita gradualmente, com segurança e monitoramento. Deixe que se aproximem, mas mantenha o cachorro na guia para evitar acidentes. Comece com interações mais curtas, depois vá aumentando os períodos, sempre observando como eles estão se sentindo.
Nesse começo, é importante que o gato tenha alguns cantinhos só dele na casa ou no apartamento, para que se esquive com tranquilidade e não se sinta acuado. No princípio, ele pode ficar um pouco mais desconfiado, enquanto o cachorro pode demonstrar mais curiosidade.

E se o gato ou cachorro estiverem agressivos?

A agressividade é um sinal para redobrar a atenção no processo de adaptação entre o gato e o cachorro. Além da coleira, é válido colocar algum tipo de barreira entre eles, como um portãozinho gradeado. O uso de estímulos positivos, como recompensas a eles após um bom momento de interação também pode ajudar na familiarização. Se sentir que um dos dois está estressado mesmo após ganhar uma recompensa que gosta muito, afaste os dois e tente em outro momento, sempre com calma e passando segurança. É importante não causar um trauma durante a fase de aproximação. Se não estiver conseguindo avanços significativos, vale consultar um especialista em conduta animal.

Como organizar os pertences do gato e do cachorro:

Para evitar ciúmes e disputas territorialistas, deixe brinquedos, caminhas, banheiro e vasilhas separados durante o período de adaptação. Gradualmente deixe que eles sintam o cheiro um do outro nos pertences (deixe um paninho do gato perto do cachorro e vice-versa) para que criem familiaridade.

A CIAVET está disposta a tirar as dúvidas que precisar sobre seu pet!

Fonte: https://caocidadao.com.br/cachorro-e-gato-morando-juntos-quais-os-cuidados/

Veja também

Cachorros e seu medo de fogos de artificios: o que fazer?16/12/20 Tremedeira, choro, latido e agitação: é de partir o coração ver um cachorro com medo de fogos de artifício! Embora fogos marquem as mais diversas celebrações e encham os olhos com a sua beleza, muitos cães não curtem como a gente. E o que era para ser uma noite agradável, acaba sendo uma tortura para eles – e para nós......
Latido em excesso: como ajudar o cão02/04/20 O seu cachorro anda latindo demais? Você sabia que isso pode acontecer por vários motivos? Isso mesmo! O latido do pet é o principal meio de ele expressar o que quer ou o que sente, por isso é preciso ficar sempre atento, pois o......

Voltar para Blog

Fale conosco!