Postado em 08 de Junho às 17h32

Doenças cardíacas em cães e gatos

Apesar de ser mais comum em cachorros pequenos, como pinscher, poodle e yorkshire, problemas no coração afetam cães de todas as raças e tamanhos. Na maioria dos casos, essas doenças são hereditárias, mas também podem ser ocasionadas pela má alimentação e sedentarismo do pet.

Em felinos, a cardiopatia não é tão comum quanto em cachorros, mas, em casos graves, como no desenvolvimento da tromboembolia aórtica, o gato pode chegar a perder o movimento das patas traseiras e miar incessantemente de dor.

Alguns sinais clínicos podem demonstrar que o coraçãozinho do seu pet não vai bem, como:

Perda de peso progressiva;
Falta de apetite;
Tosses e espirros;
Desmaios;
Apatia;
Ofegância;
Aumento da frequência respiratória, mesmo em momentos de repouso.

Cardiopatias podem ser diagnosticadas precocemente e, apesar de a maioria delas não ter cura, podem ser tratadas antes de evoluírem, diminuindo os riscos para a saúde do animalzinho.

Por isso, é importante ficar atento aos sintomas, além de ser indicado que sejam feitas avaliações frequentes, no mínimo uma vez ao ano, principalmente em pets idosos, que requerem maior cuidado e atenção.

Veja também

Lista de alimento que não devem ser ofertados para os pets no natal18/12/20 Para muitos, a ceia de Natal é o momento mais esperado das comemorações de fim de ano. Além da companhia especial, mesas fartas e variadas marcam a data, o que exige muito cuidado do tutor para que os animais de companhia não consumam determinados alimentos, como as uvas e passas. As uvas são frutas amplamente consumidas nas festas de fim de ano, in natura ou em passas.......
3 doenças que pets e humanos têm em comum30/03 Como seres vivos que somos, é natural que animais e pessoas apresentem doenças semelhantes, tendo cada um suas particularidades, como sintomas, diagnóstico, tratamento e recuperação. Os hábitos de vida influenciam diretamente no bem-estar e na prevenção de......

Voltar para Blog